sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Avalanche

Se dissessem que um dia eu passaria por isso, que sentiria esse avalanche de emoções, que sonharia com tua boca, com teu corpo suando o meu, que sufocaria esse grito na garganta, que buscaria música no silêncio, e que faria do silêncio a única forma de dizer o quanto te desejo, eu não acreditaria. Não sou assim... Não ERA assim! Agora só me resta rabiscar, as entrelinhas falam por mim... (Rafael Jr)
Postar um comentário